Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
Saúde

Quais são os erros mais perigosos na utilização dos medicamentos?

77views

Aqui está uma lista dos erros mais comuns – e mais perigosos – que as pessoas cometem no uso dos medicamentos. O uso errado dos seguintes medicamentos causa muitas mortes todos os anos.

1.Injecções de qualquer medicamento

A crença frequente de que as injecções são melhores do que os medicamentos tomados por via oral, não é verdadeira. Muitas vezes, os medicamentos tomados por via oral fazem o mesmo efeito ou até melhor do que as injecções. Além disso, a maior parte dos medicamentos  são mais perigosos quando injectados do que quando  administrados por via oral. O uso de injecções deve ser muito limitado (ler o capítulo 8 com cuidado).

2.Penicilina 

A penicilina só faz efeito em certos tipos de infecções. O uso de penicilina para constipações ou qualquer dor, ou febre, é um grande erro. A penicilina é perigosa para algumas pessoas, podendo causar reacções alérgicas graves, como o choque anafiláctico , logo após a sua aplicação. Antes de a usar, é preciso conhecer os riscos e as precauções que se deve tomar .Tomar cuidado, especialmente, com a penicilina injectável! Só usar quando for realmente necessária!

3.Sulfadoxina-pirimetamina (fansidar) e sulfametoxazol-trimetroprim (cotrimoxazol)

 Confira: Alimentação para ajudar na Recuperação de Doentes

A sulfadoxina-pirimetamina é usada no tratamento da malária, e o cotrimoxazol no tratamento das infecções respiratórias agudas. Estes medicamentos são uma combinação duma sulfamida com outro componente: sulfadoxina-pirimetamina, no caso do fansidar e sulfametoxazol-trimetroprim, no caso do cotrimoxazol . As sulfamidas podem desencadear reacções alérgicas da pele muito graves. A combinação de duas sulfamidas aumenta o risco e a gravidade das reacções. Por isso, estes medicamentos não devem ser administrados ao mesmo tempo.

4. Corticosteróides (prednisolona)

Estes medicamentos são muito fortes e algumas vezes são necessários para tratar, por exemplo, ataques graves de asma, ou choque alérgico. Mas, alguns trabalhadores de saúde, incluindo médicos, receitam estes medicamentos nas dores ligeiras porque obtêm efeitos mais rápidos. Isso é um grande erro, porque podem causar efeitos adversos graves ou perigosos – principalmente se são usados em doses altas ou por um tempo prolongado. Eles diminuem as defesas do organismo contra a infecção. Podem, ainda, piorar a tuberculose, fazer sangrar as úlceras do estômago e enfraquecer os ossos, de tal modo que estes podem partir-se facilmente.

5.Vitaminas 

Conheça as:Principais Vitaminas

Infelizmente, muitas pessoas gastam dinheiro em xaropes e fortificantes que contêm vitaminas. Em muitos deles faltam as vitaminas mais importantes ou estas se encontram em doses baixas. Mas, mesmo que as contenham, é muito melhor investir numa boa alimentação. Dar a uma pessoa fraca e magra comida de boa qualidade e mais vezes ao dia, ajuda muito mais do que dar-lhe vitaminas e minerais suplementares.

A vitamina B12 não ajuda a tratar a anemia ou a “fraqueza”, excepto em casos muito específicos. Quando injectada traz certos riscos. Para a maior parte dos casos de anemia os comprimidos de sal ferroso e ácido fólico, são mais seguros e eficazes .

Existe uma grande crença de que as vitaminas são muito seguras. Por isso, são muitas vezes receitadas sem necessidade. Algumas vitaminas podem provocar efeitos adversos, principalmente quando usadas na forma injectável.

Regra geral, NÃO SE DEVE INJECTAR VITAMINAS. As injecções são sempre mais perigosas, mais caras, e geralmente não são mais eficazes do que os comprimidos.

Uma pessoa que se alimenta bem não precisa de tomar vitaminas suplementares.

A MELHOR MANEIRA DE OBTER VITAMINAS:

Para mais informações sobre vitaminas, quando são necessárias, e quais os alimentos que as contêm, leia: As Vitaminas, suas fontes e funções

6. Alimentar através das veias (soros, soluções endovenosas E.V.)

Algumas pessoas acreditam que um litro de solução nas veias (“soro”) vai torná-las mais fortes ou vai enriquecer o sangue. Elas estão erradas!

O soro não é mais do que água pura com um pouco de sal ou açúcar. Isso dá pouca energia e torna o sangue mais fino, e não mais rico. Isso não melhora a anemia nem torna a pessoa mais forte.

Quando a pessoa que aplica a solução E.V. na veia não tem muita prática,existe o perigo de infectar o sangue da pessoa doente. E isso pode matá-la.

O soro pode salvar vidas, mas deve ser usado apenas quando o doente não consegue tomar nada pela boca (vómitos persistentes, prostração, convulsões ou ataques, coma) ou quando está muito desidratado ou em choque .

Sempre que o doente pode engolir, deve-se dar mais líquidos a beber. Isto vai-lhe fazer melhor do que injectar um litro de soro E.V.  Os doentes que conseguem comer, ficam mais fortes com alimentos nutritivos do que com qualquer tipo de soro E.V.

  1. Laxantes e purgantes 

É sempre perigoso dar um laxante ou purgante a um bebé, a uma pessoa muito fraca, desidratada, ou que tem uma dor intensa no abdómen. Infelizmente, muitas vezes as pessoas pensam que um purgante lhes traz saúde ou que “limpa”o que há de mau no corpo.  Saiba mais sobre:Curar sem medicamentos: Saiba quando usar medicamentos correctamente e reacções adversas aos medicamentos

Fonte: Fonte: David Werner, Carol Thuman, Jane Maxwell. Onde Não há Medico. Londres, 2009

Leave a Response