Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
Geografia

Processo Geológicos Superficiais e Ambientais

229views

2.1. Processo Geológico

Segundo LEINZ Viktor & AMARAL

Denomina-se processos geológicos, o conjunto de acções que promovem modificações de crosta terrestre, seja em sua forma, estrutura ou composição. A energia necessária a tais acções prove do sol ou do interior da terra.

Processos geológicos

Ocorrem através de forças de energias provenientes do interior da terra, consistindo basicamente da energia solar que actua directamente ou indirectamente sobre a superfície da terra

Os processos geológico que ocorrem dentro da terra são chamados endógeno. Esses processos criam modificações ambientais, na crosta terrestre e na sua estrutura ou composição.

Processos geológicos escoceses referem-se à interacção de forcas da natureza, envolvendo a atmosfera, hidrosfera a biosfera e a superfície terrestre com forte actuação de energia emitida pelo sol e pela força de gravidade, primordiais e por vento, chuvas correntezas fluviais marinhas e cóleos, acção das ondas.

Intemperismo

Para CHRISTOFOLETTI É o processo pelo qual as rochas da superfície terrestre são alteradas ou desintegradas pela acção do vento, da água, do clima, ou ainda por causa de reacções químicas ou biológica

O intemperismo é provocado por um conjunto de processos físicos, químicos e biológicos capazes de promover

  • A fragmentação (queda, esfarelamento) da rocha
  • A desintegração (transformação de rocha um grãos)

A alteração química (dissolução de rochas) e a decomposição das mineiras e das rochas expostos na superfície da terra

O intemperismo físico

Actua sobre a superfície terrestre provocando fragmentação das rochas, divididos a acção continua e prolongada de aumento e diminuição da temperatura.

O calor provoca a dilatação das rochas, que aumentam de volume. Com o frio as rochas se contraem diminuindo de volume.

A pressão das raízes das plantas que crescem nas fracturas das rochas contribui também com intemperismo físico

Intemperismo Químico

Ocorre quando a água reage com os gases de atmosfera e actuam sobre as rochas. Dissolvendo ou alterando a composição química das suas minerais. Esse processo agindo durante milhares de anos, vai lentamente provocando a dissolução ou desintegração das rochas

Intemperismo Biológico

Ocorre quando prevalece acção dos organismos vivos, como por exemplo: o crescimento e expansão das raízes das plantas nas fracturas das rochas, musgos liques que se desenvolvem na superfície das rochas, ou ainda nas cracas e mexelhas que se prende as rochas no mar.

Erosão

É o conjunto de processo que actuam na superfície terrestre capazes desagregar, remover e transportar partículas e fragmentos de rochas para as Partes baixas do relevo, onde são depositados

Sedimentação

É o material formado por fragmentos de rochas originados a partir do desgaste, fragmentação ou dissolução das rochas que é removido pela erosão e transportado pela acção de água do vento ou gelo.

Vulcanismo

Segundo TERS, E. Kirsten É todo tipo de processo associado com a efusão do magma sobre ou dentro da crosta terrestre, rompendo-a ou não. Esse magma pode chegar à superfície de maneira explosiva existe a ocorrência de perolas-to. Se fazer de maneira passiva o magma deram-se sobre a superfície.

2.1.1. Sismos

É um processo causado pela liberação rápida de grandes quantidades de energia sob forma ondas sísmicas. Os sismos devem-se a deslocamentos ao longo de folha geográficas existentes entre as placas tectónicas que constituem a superfície terrestre, as quis movimentam-se entre si.

2.1.2. Plutonismo

É um fenómeno magmático que se processa nas regiões profundas das costas terrestres não consegue rompe-lo ficando preso, retido em suas profundezas, onde se dá a sua consolidação

2.1.3. Orogénese

 Segundo Edgard Blucher É o conjunto de processo que levam a formação ou rejuvenescimento de montanhas ou cadeia de montanhas ou cadeia produzido principalmente pelo diastrofismo (dobramento, folhas ou combinação dos dois) ou seja pela deformação compressiva da litosfera continental.

2.1.4. Epiro génese

É um conjunto de processos que resultam no momento de placas tectónicas no sentido ascendente, além disso, atingem vastas áreas continentais de forma lenta, ocasionando regressos e transgressões marinhas e terramotos.

2.1.5. Metamorfismo

É o conjunto de processos geológicos que leva a formação das rochas metamórficos esses processos envolvem transformações sofridas pelas rochas quando submetidas ao calor, temperatura, pressão, os fluidos e o tempo.

2.1.6. Problemas ambientais provocados por processos geológicos

Mineração segundo Marcus e Andréa consiste na extracção de riquezas minerais dos solos e das formações rochosas que compõe a estrutura terrestre.  

Os impactos ambientais da mineração são diversos e apresentam-se em diversas escalas, desde problemas locais específicos ate alterações biológicas, geomorfologias, hídricas e atmosféricas de grandes proporções. Portanto, conhecer esses problemas causados e a minimização de seus efeitos é de grande necessidade para garantir a preservação dos ambientes naturais.

Entre as principais alterações nas paisagens e os impactos gerados pela mineração, podemos destacar:

– Remoção da vegetação em todas as áreas de extracção;

– Poluição dos recursos hídricos (superficiais e subterrâneos) pelos produtos químicos utilizados na extracção de minerais;

– Contaminação dos solos por elementos tóxicos;

– Proliferação de processos erosivos, sobretudo em minas antigas ou desactivadas;

– Sedimentação e poluição dos rios pelo descarte indevido do material produzido não aproveitado;

– Mortandade de peixes em áreas dos rios poluídos pelos elementos químicos oriundos de minas;

– Invasão forcada de animais silvestres previamente existentes na área de extracção mineira;

– Contaminação das águas superficiais (doce e salgada) pelo vazamento directo dos minerais extraídos os seus componentes tais como o petróleo;

– A contaminação pelos compostos químicos com destaque para mercúrio (Hg), também é um dos principais danos ambientais.

Na área doo mar a mineração pode causar problemas ao ecossistemas marinhos, principalmente devido a destruição dos habitats que é um dos principais factores que causa o declínio de numero de espécies em todo globo, também pode causar um aumento de surdez da água com consequências para a produtividade local.

O uso do solo nas áreas urbanas devido (acção do homem), o solo sofre diversos tipos de agressão provocadas por:

Desmatamento e obras de terra plangem para construção de ruas e avenidas, casas, prédios, industriam e sistema de transporte nas cidades, que deixam o solo exposto à erosão.

Impermeabilização com asfalto ou cimento para construção das ruas impedindo que a água das chuvas passa infiltrar e ser absorvida pelo solo.

Poluição em função de produtos químicos que são intencional ou acidentalmente depositados sobre o solo ou nas áreas ocupada por lixões. Poluição causada pelo chorume (é um liquido ácido produzido durante a decomposição de lixo misturado a água das chuvas). Essas acções provocam mudanças na estrutura superficial da terra e do ambiente.

Referencias Bibliográficas

LEINZ Viktor & AMARAL, Sérgio Estanilau do. Geologia Geral. 14ª edição revisada. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2003.

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia. São Paulo: Edgard Blucher, 1980. LEINZ Viktor & AMARAL, Sérgio Estanilau do. Geologia Geral. 14ª edição revisada. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2003

BATES, R.L. & JACKSON, J.A.(Eds). Glossary of Geology. 3 ª ed. Alexandria: American Geological Institute, 1987. 788p

TERS, E. Kirsten (colaboração). São Paulo: Cenage Learnig, 2011.

Leave a Response