Segunda-feira, Janeiro 30, 2023
Historia

Pilhagem colonial: Trocas desiguais e o tráfico de escravos em Moçambique

104views

A pilhagem colonial

A pilhagem significa roubo das riquezas dos africanos pelas potências imperialistas

A pilhagem colonial iniciada no século XVI, foi um dos pontos mais importantes para o desenvolvimento do capitalismo industrial na Europa. Foi uma forma do capitalismo europeu extorquir riquezas aos povos africanos para o desenvolvimento das suas economias.

Trocas desiguais

 Durante a expansão europeia, os europeus faziam trocas desiguais com a África, facto que contribuiu para o subdesenvolvimento do continente africano.

Os europeus traziam para a África quinquilharias, bebidas adulteradas, roupas usadas, tecidos, vidros, missangas e, em troca recebiam ouro, marfim e seres humanos como escravos

A Europa transformou-se num centro de comércio que ligava todos os continentes: os barcos saíam carregados de tecidos, objectos de cobre, ferro, missangas, bebidas alcoólicas e espingardas, artigos que eram trocados por escravos que, posteriormente, eram levados às Américas para trabalharem nas grandes plantações de café, açúcar, tabaco e algodão e nas minas de ouro, prata e pedras preciosas.

Estes produtos eram levados para a Europa, construindo-se desta forma o comércio triangular.

O comércio Triangular foi a actividade comercial que ligava três continentes (África, América e Europa).

Este comércio era primeiramente controlado por portugueses e espanhóis e mais tarde foi dominado por holandeses, franceses e ingleses a partir dos finais do século XVI

O tráfico de escravos

Chama -se tráfico de escravos ao comércio de africanos capturados como escravos no continente africano e posteriormente levados para Europa, América e outras regiões para trabalhar nas plantações, minas e obras públicas.

Formas de obtenção dos escravos

A obtenção dos escravos em Moçambique era através de guerras, razias movidas pelos chefes locais. O tráfico de escravos só foi possível com o forte envolvimento de alguns chefes locais, pois estes é que conheciam as comunidades.

Áreas de obtenção de escravos em Moçambique

Durante os séculos XVIII e XIX os escravos eram capturados com maior incidência no vale do Zambeze e a faixa do litoral.

Os principais pontos de recrutamento eram Quelimane, Angoche, Sena, Mongicual, Memba e Ibo.

Destino dos escravos

Os escravos eram levados para as Américas, ilhas Comores, Mascarenhas e Madagáscar onde trabalhavam nas grandes plantações de café, cacau e cana-de-açúcar.

Leave a Response