Terça-feira, Janeiro 31, 2023
Historia

Os Povos Khoisan: Organização social, Política económica e religiosa

226views

Organização social dos caçadores e colectores

Assim estavam organizados em famílias alargadas ou grupos de reduzidas dimensões, a este regime de cooperação que levava os homens a viverem agrupados, a trabalhar e a repartir o produto do trabalho em comum.

Como nómadas eram completamente dependentes da natureza, para o efeito a caça era inteiramente responsabilizada aos homens, e a recolecção a mulher e as crianças, pois estes dos últimos elementos sociais desempenhavam um papel muito importante no abastecimento de alimentar desta comunidade, através da colecta que era uma actividade que exigia conhecimento de plantas comestíveis, onde apanhavam bagos, ervas, resinas, raízes bulbosas caules subterrâneos, mel, insectos e gafanhotos

Evolução económica

Economia de caçadores e recolectores é o Conjunto de actividades destinadas a satisfazer as necessidades básicas do homem primitivo, recolha apanha de frutos e raízes comestíveis, a caça e a pesca. Foi a primeira forma de fazer a economias rudimentares dos caçadores e recolectores.

As primeiras formas de fazer economia estavam directamente conectadas com os condicionalismos que a natureza impunha ao homem, isto é, com as condições climáticas que determinavam a flora e a fauna

Evolução Política

O Homem é por natureza um animal político, porque só consegue realizar os seus objectivos no seio de uma comunidade. Deste modo negar que os caçadores recolectores tinham uma política é negar lhes uma direcção, uma economia, uma religiosidade uma manifestação artística e uma educação, ao recusarmos a existência deste fenómeno nessas comunidades, é tomaremos erradamente as instituições modernas como padrões, na base das quais se deve aferir da presença ou ausência dos fenómenos.

Evolução Cultural da comunidade de caçadores e recolectores

Arte rupestre, pintura rupestre ou ainda gravura rupestre, são termos dados às mais antigas representações artísticas conhecidas, as mais antigas datadas do período paleolítico superior (40.000 a.C.) gravadas em abrigos ou cavernas, em suas paredes e tetos rochosos, ou também em superfícies rochosas ao ar livre, mas em lugares protegidos, normalmente datando de épocas pré-históricas.

Há milhares de anos os povos antigos já se manifestavam artisticamente. Embora ainda não conhecessem a escrita, eles eram capazes de produzir obras de arte. A arte rupestre é composta por representações gráficas (desenhos, símbolos, sinais) feitas em paredes de cavernas pelos homens da Pré-História.

Manifestação religiosa

Sempre existiu em qualquer parte do mundo inclusive Moçambique os rituais de enterrar os mortos, foi um dos problemas que surgiu nesse período a morte, o seu mistério, a sua imprevisibilidade.

Os caçadores do paleolítico superior sepultavam os corpos em covas, cobertos com um montículo de areia, de ramadas ou de pedras. Os corpos eram colocados em posições diversas, muitas vezes meio flectido, pintados com ocre e cobertos com belos adornos de conchas ou dentes de animais, fazendo-os acompanhar dos seus utensílios queridos e necessários, como pedras talhadas, restos de comidas, de animais e até flores.

Bibliografia

AZEVEDO, Maria, Ana. Nova historia viva 7ª ano de escolaridade 9ª edição e-1666-90JORGE, Rocha. O atleta aprisionado: reflexão sobre actividade física, adaptação biocultural e              evolução humana, Universidade do Porto, s/d.

MARTINHO, Manuel, António Historia 7ª ano de Escolaridade    

MORAIS. J. M. F. — O Princípio e o Presente: a arqueologia na redescoberta do passado em Moçambique. Revista ICALP, vol.

Leave a Response