Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
Biologia

O que é Histologia Animal? Origem e tipos de Tecido Animal

406views

Tecidos são agrupamentos de células e determinadas estruturas que, atuando de forma integrada, desempenham funções específicas. Assim, estão presentes somente em organismos multicelulares, tais como animais e plantas; o que não quer dizer que todos estes representantes os possuem. Este é o caso das algas e fungos multicelulares e esponjas.

Na Biologia, a ciência que estuda os tecidos é denominada Histologia (do grego: hydton = tecido + logos = estudos), sendo o principal enfoque desta os tecidos de animais vertebrados.

Proteção, absorção e secreção de substâncias, percepção de sensações, sustentação, locomoção, movimentação de órgãos internos, transmissão de informações, preenchimento, armazenamento, regeneração, defesa, transporte de sustâncias são algumas funções que os tecidos exercem.

Origem do Tecido Animal
Para iniciar o estudo dos tecidos animais, vamos entender como eles são formados.

Todos os tecidos do corpo de um animal são originados através dos folhetos germinativos,tecidos embrionários.

Os folhetos germinativos representam um conjunto de lâminas celulares, denominados de ectoderma, mesoderma e endoderma.

De acordo com os folhetos germinativos, os animais podem ser classificados em diblásticos e triblásticos. A única exceção são as esponjas que não apresentam folhetos.

No mais, apenas os cnidários são diblásticos, possuem somente ectoderme e endoderme. Todos os outros grupos de animais são triblásticos.

Por tanto, é a partir dos folhetos germinativos que originam-se os tecidos, órgãos e sistemas dos organismos.

Ectoderme
A ectoderme é o folheto mais externo que reveste o embrião. Da ectoderme origina-se a epiderme e seus anexos, unhas, pêlos, garras, algumas glândulas e penas. Além dos epitélios de revestimento das cavidades nasais, bucal e anal.

A partir da ectoderme também são formadas todas as estruturas do sistema nervoso, o encéfalo, nervos, gânglios nervosos e medula espinhal.

Mesoderme
A mesoderme localiza-se na porção mediana, entre a ectoderme e mesoderme. A partir da mesoderme formam-se os músculos, ossos e cartilagens.

A mesoderme também origina os componentes do sistema cardiovascular, como: coração, vasos sanguíneos, tecido linfático e tecido conjuntivo. E os componentes do sistema urogenital, como: rins, bexiga, uretra, órgãos genitais e gônadas.

Endoderme
É o folheto germinativo mais interno. A partir da endoderme origina-se o revestimento do tubo digestório e das estruturas glandulares associadas à digestão. Também forma os pulmões. Em peixes e anfíbios, origina as brânquias.

Tipos de Tecido Animal
Nos animais vertebrados existem quatro tipos principais de tecidos: epitelial, conjuntivo, muscular e nervoso.

 Resumo

Tecidos epiteliais; que podem ser classificados em tecidos epiteliais de revestimento ou glandulares.
– Tecidos conjuntivos; divididos em tecido conjuntivo frouxo, denso, adiposo, reticular, cartilaginoso e ósseo.
– Tecidos musculares; do tipo estriado esquelético, estriado cardíaco ou liso.
– Tecido nervoso, cujos principais componentes são os neurônios e células da glia.

Tecido Epitelial

  • Os tecidos epiteliais desempenham uma variedade de funções, conforme sua localização no organismo.
  • As suas células são justapostas, com pouca ou nenhuma matriz intercelular.
  • Suas funções estão relacionadas com proteção, revestimento, secreção de substâncias e percepção sensorial.
  • É dividido em dois tipos principais: o epitélio de revestimento e o epitélio glandular.

Tecido Conjuntivo

  • Os tecidos conjuntivos unem e sustentam os outros tecidos do corpo.
  • Apresenta variados tipos de células com formas e funções específicas.
  • As células estão espaçadas e imersas em uma matriz intercelular, de consistência gelatinosa, que elas próprias produzem e secretam.
  • O tecido conjuntivo pode ser classificado em tecidos conjuntivos propriamente ditos e tecidos conjuntivos especiais.
  • O tecido conjuntivo propriamente dito pode ser do tipo frouxo ou denso.
  • Os tecidos conjuntivos especiais são os seguintes:
  • Adiposo – responsável por garantir alimento de reserva e servir de isolante térmico.
  • Cartilaginoso – constitui as cartilagens do corpo.
  • Ósseo – formador dos ossos que compõe o esqueleto dos vertebrados.
  • Hematopoiético – produz o sangue e a linfa.

Tecido Muscular

  • O tecido muscular é responsável pelos movimentos do corpo.
  • As suas células são alongadas e altamente contráteis, chamadas de fibras.
  • O tecido muscular permite o movimento das estruturas ligadas a ele, como os ossos. Além disso, auxilia na postura e nos movimentos relacionados a respiração, fala e digestão.
  • Os tecidos musculares podem ser classificados em: estriado esquelético, cardíaco e liso.

Tecido Nervoso

  • O tecido nervoso está presente no encéfalo, medula espinhal e nervos.
  • Suas células possuem formato diferenciado. São representadas pelos neurônios e células da glia.
  • É o tecido que forma o sistema nervoso. Sua característica principal é a passagem de informação de um neurônio a outro, através dos impulsos nervosos.

Tais tecidos associam-se e formam órgãos corporais. Assim, um único órgão geralmente possui mais de um tecido, estes especializados em aspectos distintos. A traqueia, por exemplo, é constituída de tecido muscular liso, reforçada com anéis cartilaginosos e revestida internamente por epitélio do tipo cilíndrico ciliado.

Quer saber mais? Leia também

Leave a Response