Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
Biologia

Metabolismo: Nutrição e nutrientes,Tipos de alimentos e sua composição: energéticos, construtores e protectores.

151views
  1. Conceito de metabolismo

Chama-se metabolismo ao conjunto de reacções químic. que ocorrem no organismo. As reacções químicas implicama haja intercâmbio de substâncias com o ambiente onde oor nismo se desenvolve.O metabolismo divide-se em dois tipos de reacções: anabolismo (síntese) e catabolismo (degradação).

Anabolismo – é a reacção de síntese de substâncias neces. sárias para o desenvolvimento do organismo.

Catabolismo – é o processo de degradação (transformação) de substâncias em energia para os processos vitais.

  1. Alimentos e alimentação

O alimento e a água são duas condições necessárias para a manutenção da vida. Sem alimentos em quantidade e qualidade adequadas aumenta o risco de desenvolvimento de doenças no nosso organismo. Factores como preferência por um determinado tipo de alimento, hábitos familiares e culturais, custo e disponibilidade dos alimentos afectam a dieta alimentar de um indivíduo.

Alimentação – chama-se alimentação ao processo de procura, selecção e ingestão dos alimentos. Por outras palavras, a alimentação é uma fonte de aquisição de energia, materiais de construção, regulação e preservação do organismo através dos alimentos.

Alimentos – são substâncias que os seres vivos consomem como fonte de energia. Tratam-se de substâncias ou mistura de substâncias destinadas a fornecer ao organismo humano os elementos indispensáveis à sua formação, manutenção e desenvolvimento.

2.1. Nutrição e nutrientes

Para os animais, nutrição é um conjunto de processos em que substâncias e nutrientes, presentes nos alimentos, são assimilados ou absorvidos pelas células.

A nutrição ocupa-se do estudo dos alimentos e das suas relações com a saúde, do valor nutritivo dos alimentos, do metabolismo do equilibrio das dietas e dos factores que interferem saúde, os quais podem ser sociais, culturais e económicos. A falta de alimentos, os tabus e crenças alimentares e a diminuição do poder de compra são factores que levam a uma nutrição  inadequada.

Os nutrientes são substâncias complexas, indispensáveis à manutenção da vida, retiradas do alimento e que penetram nas células com finalidades energéticas, construtoras, reguladoras e proctetoras.

São nutrientes: as proteinas, os hidratos de carbono ou alicidos, as gorduras ou lipidos, as vitaminas, os minerais,a água e as fibras.

2.2. Tipos de alimentos e sua composição

221. Nutrientes energéticos: hidratos de carbono e lípidos

Os hidratos de carbono ou glicidos e lípidos são nutrientes orgânicos cuja função principal é fornecer energia para o funcionamento das células, tecidos, órgãos e sistemas do organismo.

As principais fontes de hidratos de carbono são o açúcar (doces, hortaliças e leite), os cereais e os grãos, por isso, podemos encontrá-los nas frutas, mel, arroz, feijão, milho, pipocas, farinhas, pães, bolos e demais massas. Os alimentos ricos em hidratos de carbono são chamados de alimentos energéticos.

Estes alimentos estão divididos em dois grupos: podem ser simples ou complexos. Hidratos de carbono simples são os acúcares e hidratos de carbono complexos são os amidos e os glicogénios (encontrados nos músculos e fígado)..

Teoricamente, o organismo pode sobreviver perfeitamente sem eles, retirando-se a energia necessária das gorduras ou lípidos e proteínas. Porém, devido à facilidade de absorção, mais de metade da nossa dieta é composta por hidratos de carbono.

Para que possam fornecer energia às células, em primeiro lugar, os hidratos de carbono devem ser convertidos em glicose, no fígado, para, posteriormente, serem transformados em energia pelas células.

A diferença entre os açúcares e os amidos é que os primeiros são mais simples e, portanto, absorvidos mais rapidamente pelo organismo. O ideal seria dar preferência aos amidos, já que os alimentos ricos em açúcar podem provocar uma insuficiente secreção ou produção de insulina, que é uma hormona que estimula a captação da glicose nas células. Por isso, a melhor maneira de evitar a acumulação do açúcar no sangue, é reduzir ou cortar o consumo de doces e refrigerantes, que são produtos ricos em hidratos de carbono, mas que não têm nenhum outro nutriente.

Os lípidos são essencialmente energéticos, fornecendo gia para a manutenção da temperatura corporal. Estes são tituídos por ácidos gordos ligados a uma molécula de álm (geralmente o glicerol) e podem ser encontrados em alimer como os ovos, a margarina, a manteiga, as carnes vermelha entre outros.

Devem ser consumidos com moderação, uma vez que o com sumo exagerado de gorduras pode provocar doenças cardiovas culares

2.2.2. Nutrientes construtores ou plásticos: proteínas

As proteínas são nutrientes orgânicos responsáveis pela for. mação e constituição do corpo, pelo crescimento, regeneracão a substituição de diferentes tecidos que vão sendo destruídos principalmente dos músculos. As proteínas são os principais constituintes estruturais das células animais, razão pela qual se costuma dizer que os alimentos ricos nesse tipo de nutrientes são alimentos plásticos ou construtores.

As proteínas são moléculas constituídas por aminoácidos ligados entre si. Elas podem ser encontradas em vegetais, cereais, legumes e carnes; no entanto, as proteínas dos vegetais são incompletas, porque não contêm todos os aminoácidos necessários ao organismo.

 Por isso, as proteínas de origem animal – completas – são as mais recomendadas e encontram-se nas carnes, ovos, leite e seus derivados.

As crianças e jovens, por se encontrarem em fase de crescimento, devem consumir mais alimentos ricos em proteínas que os adultos. O ser humano precisa de ingerir, em média, 30 ga 50 g de proteinas por dia, o que corresponde a um bife de, aproximadamente, 150 g.

2.2.3. Nutrientes protectores: vitaminas e sais minerais

As vitaminas são substâncias orgânicas essenciais à vida e que o organismo não tem condições para produzir, por isso, devem ser obtidas nos alimentos que ingerimos. As suas principais fontes são as frutas, verduras e legumes, mas também são encontradas na carne, no leite, nos ovos e cereais.

A maioria das vitaminas actua como co-factores enzimáticos, isto é, como factores acessórios de reacções catalisadas por enzimas. Na ausência de certas vitaminas, algumas enzimas não funcionam, prejudicando o metabolismo celular. Funcionam como aditivos e são indispensáveis ao metabolismo, mas em quantidades minúsculas.

Actualmente, conhece-se, aproximadamente, uma dúzia de vitaminas, sendo as principais designadas por letras. Essas vitaminas podem ser encontradas em muitos alimentos, especialmente nos de origem vegetal. Elas protegem o organismo de várias doenças.

Os sais minerais são nutrientes inorgânicos que forne organismo elementos químicos, como o cálcio, o fósforo ou o enxofre, entre outros. Como exemplos de sais m podemos citar os cloretos (cloreto de sódio, cloreto de cloreto de magnésio, cloreto férrico, etc.) e os fosfatos (de cio, de magnésio, etc.). O cálcio, por exemplo, é fundamer estrutura dos ossos e conchas dos moluscos. Já o ferro sente na hemoglobina do sangue, é fundamental para o porte de oxigénio para as células. O fósforo, por sua ve parte de moléculas responsáveis pelo fornecimento de en todas as reacções químicas fundamentais à vida.A carência aguda de minerais prejudica o metabolismo nando o organismo mais vulnerável a doenças. Assim, os minerai são, ao lado das vitaminas, substâncias protectoras do organismo.

Leave a Response