Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
Geografia

Estudo da Água: definição, características, ciclo, propriedades, qualidade, doenças, etc.

96views

Definição:
Do latim aqua, a água é uma substância cujas moléculas são compostas por um átomo de oxigénio e dois átomos de hidrogénio. Trata-se de um líquido inodoro (sem odor), insípido (sem sabor) e incolor (sem cor) embora também se possa encontrar no seu estado sólido (quando está em gelo) ou no seu estado gasoso (vapor).

A água é o componente que aparece em maior abundância na superfície terrestre (cobre cerca de 71% da crosta terrestre). Forma os oceanos, os rios e as chuvas, para além de ser parte integrante de todos os organismos vivos. A circulação da água nos ecossistemas produz-se através de um ciclo que consiste na evaporação ou na transpiração (ressoar), na precipitação ou no deslocamento para o mar.

Chama-se água doce à água que contém uma quantidade mínima de sais dissolvidos (ao contrário da água do mar, que é salgada). Através de um processo de potabilização, o ser humano consegue tornar a água doce em água potável, isto é, em água própria para o consumo graças ao valor equilibrado dos seus minerais.

A água mineral, por sua vez, é a água que contém minerais e outras substâncias dissolvidas, a que se lhe pode acrescentar um valor terapêutico ou alterar o sabor. Este tipo de água é o que se comercializa engarrafado em todo o mundo para o consumo humano.

Correspondência da Água na Natureza
O ciclo da água
A água no estado líquido ocupa os oceanos, lagos, rios, açudes etc. De modo contínuo e lentamente, à temperatura ambiente, acontece a evaporação, isto é, a água passa do estado líquido para o gasoso.

Quanto maior for a superfície de exposição da água (por exemplo, um oceano ou nas folhas de árvores de uma floresta), maior será o nível de evaporação. Quando o vapor de água entra em contato com as camadas mais frias da atmosfera, a água volta ao estado líquido, isto é, gotículas de água ou até minúsculos cristais de gelo se concentram formando nuvens.

O vapor de água, quando resfriado, pode também formar a neblina (nevoeiro), ou seja, aquela “nuvem” que se forma perto do solo.

Ao se formar nas nuvens um acúmulo de água muito grande, as gotas tornam-se cada vez maiores, e a água se precipita, isto é, começa a chover. Em regiões muito frias da atmosfera, a água passa do estado gasoso para o estado líquido e, rapidamente, para o sólido, formando a neve ou os granizos (pedacinhos de gelo).

A água da chuva e da neve derretida se infiltra no solo, formando ou renovando os lençóis freáticos. As águas subterrâneas emergem para a superfície da terra, formando as nascentes dos rios. Assim o nível de água dos lagos, açudes, rios etc. é mantido.

A água do solo é absorvida pelas raízes das plantas. Por meio da transpiração, as plantas eliminam água no estado de vapor para o ambiente, principalmente pelas folhas. E na cadeia alimentar, as plantas, pelos frutos, raízes, sementes e folhas, transferem água para os seus consumidores.

Além do que é ingerido pela alimentação, os animais obtêm água bebendo-a diretamente. Devolvem a água para o ambiente pela transpiração, pela respiração e pela eliminação de urina e fezes. Essa água evapora e retorna à atmosfera. No nosso planeta, o ciclo de água é permanente.

Propriedades Físicas da Água
A água é uma substância com propriedades que a tornam única. É indispensável à vida, mas também tem características muito especiais que a permitem usar em muitas actividades e situações. Comparada com outras substâncias moleculares de massa semlhante, a água é “quase mágica”. Repare-se:

Propriedades físicas:
Existe na natureza, simultaneamente, nos 3 estados físicos.
Permanece no estado líquido num largo intervalo de temperatura.
À pressão atmosférica tem elevado ponto de ebulição e baixo ponto de fusão.
Tem elevada capacidade térmica mássica c = 4186 J/(kg K) ou c = 1 cal / (g ºC).
Tem elevado calor de vaporização, cerca de 10000 J/mol, a 100ºC.
Possui uma elevada constante dieléctrica, 80 a 18ºC.
É um solvente polar que dissolve uma grande variedade de compostos iónicos ou moleculares.
Tem uma tensão superficial elevada.
É a única substância comum que se expande (aumenta de volume) quando congela. A densidade do gelo a 0ºC é 0,924 g/cm3 enquanto que a densidade da água a essa temperatura é 0,998 g/cm3 e diminui com a temperatura.

Qualidade da Água
A vida humana, assim como a de todos os seres vivos depende da água.
Mas a nossa dependência da água vai além das necessidades biológicas: precisamos dela para limpar as nossas casas, lavar as nossas roupas e o nosso corpo. E mais: para limpar máquinas e equipamentos, irrigar plantações, dissolver produtos químicos, criar novas substâncias, gerar energia.

É aí que está o perigo: a atividade humana muitas vezes comprometa a qualidade da água. Casas e indústrias podem despejar em rios e mares substâncias que prejudicam a nossa saúde. Por isso, escolher bem a água que bebemos e proteger rios, lagos e mares são cuidados essenciais à vida no planeta.

Água potável
A água potável é aquela popularmente chamada água pura. Para ser bebida por nós, a água deve ser incolor, insípida (sem sabor) e inodora (sem cheiro). Ela deve estar livre de materiais tóxicos e micro-organismos, como bactérias, protozoários etc., que são prejudiciais, mas deve conter sais minerais em quantidade necessária à nossa saúde.

A água potável é encontrada em pequena quantidade no nosso planeta e não está disponível infinitamente. Por ser um recurso limitado, o seu consumo deve ser planejado.

Água destilada
A água potável deve ter certa quantidade de alguns sais minerais dissolvidos, que são importantes para a nossa saúde. A água sem qualquer outra substância dissolvida é chamada de água destilada. Veja como se consegue água destilada.

Para retirar sais minerais e outros produtos dissolvidos na água, utiliza-se um processo chamado destilação. O produto dessa destilação, a água destilada, é usado em baterias de carros e na fabricação de remédios e outros produtos. Não serve para beber, já que não possui os sais minerais necessários ao nosso organismo.

Água mineral
A água do mar é salgada porque tem muito cloreto de sódio, que é o sal comum usado na cozinha. Justamente por ter tanto sal, não é potável. Se bebermos água do mar, o excesso de sal nos fará eliminar mais água na urina do que deveríamos, e começamos então a ficar desidratados.

Já a água doce, dos rios, lagos e fontes, tem menos sal que a água do mar e pode ser bebida – desde que esteja sem micróbios e produtos tóxicos ou que tenha sido tratada para eliminar essas impurezas.

A chamada água mineral é água que brota de fontes do subsolo. Ela costuma ter alguns sais minerais em quantidade um pouco maior que a água utilizada nas residências e, às vezes outros sais.

A água mineral é, em geral potável e pode ser bebida na fonte ou engarrafada – desde que a fonte esteja preservada da poluição e da contaminação ambiental e que o processo de engarrafamento seja feito com higiene

Principais doenças causadas pela água contaminada
Algumas das principais doenças que podem ser causadas por águas paradas ou água de esgoto não tratado incluem:

1. Hepatite A
A Hepatite A é uma doença do fígado altamente contagiosa que pode ser fatal quando não tratada. A Hepatite A é transmitida através do contato com fezes contaminadas, e neste caso a sua transmissão é feita através do contato com água contaminada com microrganismos de origem entérica.
Principais Sintomas: urina escura, fezes claras, amarelamento da pele e da parte branco dos olhos, febre, calafrios, sensação de fraqueza, náusea, perda de apetite e fadiga.
Como é o Tratamento: não é específico pois o corpo acaba por combater o vírus sozinho. Por isso, o tratamento é feito recorrendo ao uso de medicamentos para controlar a febre e a dor, e através da alimentação, recorrendo à ingestão de alimentos diuréticos e que fortaleçam o sistema imune.

2. Giardíase
A Giardíase é uma infecção do aparelho digestivo causada pelo parasita Giardia intestinalis. A sua transmissão é feita através do consumo de alimentos ou água contaminadas por fezes contendo cistos maduros do parasita, sendo uma doença infecciosa que pode ser transmitida entre pessoas.
Principais Sintomas: dor abdominal, diarreia, febre, náusea, fraqueza ou perda de peso.
Como é o Tratamento: o tratamento varia de acordo com a gravidade da infecção, podendo ser utilizados remédios antiparasitários como metronidazol, tinidazol, ou secnidazol

3. Amebíase ou Disenteria Amebiana
A Amebíase ou disenteria amebiana é uma infecção causada por um parasita que se instala no intestino e que impede a absorção de nutrientes importantes para o organismo. A sua transmissão é feita através do consumo de alimentos ou água contaminadas por fezes contendo cistos amebianos maduros.
Principais Sintomas: dor abdominal, diarreia, febre e calafrios.
Como é o Tratamento: o tratamento varia de acordo com a gravidade da infecção, podendo ser utilizados remédios antiparasitários como Secnidazol, Metronidazol ou Tinidazol.

4. Febre Tifoide
A Febre Tifoide é uma doença infeciosa causada pelo parasita Salmonella typhi, que se instala no organismo e causa sintomas. A sua transmissão é feita através do consumo de água e alimentos contaminados com o parasita.
Principais Sintomas: febre alta, vômito, dor de barriga, prisão de ventre, diarreia, dor de cabeça, perda de apetite, perda de peso ou pintinhas vermelhas na pele.
Como é o Tratamento: é feito recorrendo ao uso de antibióticos, sendo muito importante o descanso e a hidratação durante a fase de recuperação. Esta é uma doença que pode ser prevenida com a vacina contra a febre tifoide.

5. Cólera
A Cólera é uma infecção que ocorre no intestino, causada por uma bactéria que pode estar presente em água contaminada ou em alimentos, que produz uma toxinas que desencadeiam os sintomas da doença.
Principais Sintomas: diarreia intensa e vômitos, que podem levar à desidratação intensa.
Como é o Tratamento: é realizado recorrendo ao uso de antibióticos e solução para hidratação oral e intravenosa, como o soro.

6. Ascaridíase ou lombriga
É uma doença infeciosa causada pelo parasita Ascaris Lumbricoide, também conhecido como lombriga ou bicha, que habita e multiplica-se nos intestino. Esta doença, é transmitida através da ingestão água ou alimentos contaminados com ovos do parasita.
Principais Sintomas: dor abdominal, enjoo ou dificuldade em evacuar;
Como é o Tratamento: é feito recorrendo ao uso de remédios antiparasitários como Albendazol.

7. Leptospirose
A leptospirose é uma doença causada por uma bactéria presente em urina dos ratos de esgotos e de outros animais como pombos e baratas, que penetra no corpo através do contato com da pele ferida ou mucosas, como olhos, nariz, com águas contaminadas.
Principais Sintomas: Febre alta, dor de cabeça, dor no corpo, perda de apetite, vômito, diarreia ou calafrios.
Como é o Tratamento: é feito recorrendo ao uso de remédios Antibióticos e de Paracetamol para a dor e febre, não sendo recomendado o uso de ácido acetilsalicílico ou de remédios anti-inflamatórios.
A falta de esgoto ou a ausência de esgoto tratado apesar de afetar toda a população, afeta especialmente crianças entre 1 ano e os 6 anos de idade, que são mais sensíveis, assim como aumenta as chances de morte do feto em grávidas.

 

Bibliografia
O Atlas da Água
Autor: Clarke, Robin; King, Jannet
Editora: Publifolha

Reúso da Água – Conceitos, Teorias e Práticas
Autor: Telles, Dirceu D’ Alkmin; Costa, Regina Helena Pacca Guimarães
Editora: EDGARD BLUCHER

Uso Inteligente da Água
Autor: Rebouças, Aldo da C.
Editora: Escrituras

Manual de Utilização das Águas Pluviais
Autor: Fendrich, Roberto; Oliynik, Rogério
Editora: Chain

Cidade das Águas: Usos de Rios, Córregos, Bicas e Chafarizes em São Paulo (1822 – 1901)
Autor: Sant’anna, Denise Bernuzzi
Editora: Senac São Paulo

Leave a Response