Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
Biologia

Escola de Frankfurt: Fundadores, Objetivos e Recomendações

108views

Fundadores da Escola de Frankfurt

Quando se refere ao termo Escola de Frankfurt tem que se ter em conta os autores de diferentes influências teóricas e origens intelectuais, que, a partir de 1923, se reuniram nessa cidade alemã com o intuito de realizarem uma ampla e radical reflexão crítica da realidade da época.  Portanto, fizeram se presente na reunião do programa da fundação da mesma os seguintes principais expoentes, como Max Horkheimer, Theodor Adorno, Herbert Marcuse, Walter Benjamin, Leo Lowenthal, Franz Neumann, Erich Fromm, Otto Kirchkeimer, Karl Wittfogel, Friedrick Pollock e mais tarde, Jurgen Habermas. Todos esses membros constituintes tinham como objectivo realizar uma sistemática crítica ao positivismo e à racionalidade iluminista, sem, no entanto, constituírem um bloco de fundamentação epistemológica homogênea com base filosófica.

A Escola de Frankfurt foi uma corrente ou doutrina constituída por um grupo de intelectuais marxistas heterodoxos que, no começo do século XX, olhavam com certa desconfiança a interpretação marxista tradicional de mundo tanto no sentido de sua fundamentação teórica quanto na sua atuação política. Sendo assim, os pensadores dessa escola buscavam era uma documentação reflexiva sobre os movimentos sociais do operariado europeu.

Objetivo da escola Frankfurt

Essa escola foi fundada para alcançar um objectivo na sociedade, portanto, o objectivo central foi de fazer críticas a sociedade ficando conhecido por teoria crítica da sociedade.  A escola fazia à crítica a economia política marxista, criticava a prática científica, análise crítica e ação revolucionária, fazia critica a razão moderna. Portanto, as criticas eram feitas nos sistemas vigentes do momento, como uma forma de conduzir a uma transformação ou mudança dentro da  sociedade, ou seja, a escola estava objectivada na mudança e na emancipação através do esclarecimento, e não se liga dogmaticamente aos seus próprios pressupostos doutrinais.

Recomendações da escola de Frankfurt

A escola Frankfurt da Alemanha recomenda:

  • A ausência do estado nos assuntos econômicos da população;
  • A conjugação da teoria crítica defendida pelos pensadores da escola  com  o pensamento prático  tendo em conto as regras que existem na sociedades
  • Substituição da dialética pela uma racionalidade positivista de dominação de sociedades;
  • Comunicação estar na base de todo discurso científico; assim, para uma norma ser considerada válida, seria necessário, além da livre aceitação de um acordo, os esclarecimentos que devem atendem às exigências de justificação dos ouvintes que participam da conversação;
  • A racionalidade racional não deve ser predominante na sociedade.

Leave a Response