Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
Uncategorized

Dores nas articulações (artrite/reumatismo)

70views

Artrite aguda

Geralmente não há história anterior de dor nas articulações. As articulações atingidas estão inchadas e quentes. O doente tem dor e dificuldade em movimentar a articulação.

Causas:

Há 2 causas principais de artrite aguda:

  1. infecção devido a vários micróbios
  2. inflamação devido a outras doenças

Se apenas uma articulação está inchada ou quente, provavelmente está infectada – principalmente se o doente tem febre.

Articulações dolorosas podem ser um sinal de outras doenças graves como a febre reumática (principalmente em crianças,  a gonorreia ou a tuberculose )

Tratamento:

Dar AAS ou paracetamol para as dores e um antibiótico como a gentamicina e transferir urgentemente para uma unidade sanitária com mais recursos.

Transferir todos os doentes com artrite aguda.

Artrite crónica

A artrite crónica é mais frequente nas pessoas idosas. Os mais jovens podem contraí-la depois de fracturas de ossos. As articulações envolvidas são: coluna, anca, joelho e dedos. Há dor e dificuldade nos movimentos, que inicia lentamente.

Trata-se duma doença de evolução crónica. A dor agrava-se com as mudanças de temperatura e ao levantar ou carregar pesos; melhora com o descanso.

Tratamento:

Para aliviar, dar os seguintes conselhos ao doente:

  • Repousar. Se possível, evitar trabalho e exercícios pesados que causem dores nas articulações. Mas não parar de fazer exercício, porque vai ficar mais fraco.
  • Não repousar por mais duma semana.
  • É também importante fazer exercícios simples para ajudar a manter ou aumentar a extensão dos movimentos nas articulações doridas.
  • Colocar compressas mornas nas articulações que doem.
  • Paracetamol e AAS ajudam a aliviar a dor.
  • Tomar as outras medidas simples já recomendadas para o alívio da dor.
  • Se o doente for obeso, reduzir o peso com dieta.

Se as dores não aliviam com estas medidas, usar ibuprofeno ou diclofenac. Quando o doente estiver melhor, reduzir a dose ou passar a AAS ou paracetamol.

Dores nas costas

A dor nas costas é uma queixa muito frequente e as causas variam desde uma simples distensão muscular por carregar objectos pesados até a causas mais graves como a tuberculose e tumores com paralisia.

Causas:

As dores nas costas em crianças e jovens têm geralmente uma causa definida.

Homens e mulheres têm frequentemente dores nas costas devidas ao trabalho, particularmente se carregarem objectos pesados.

As pessoas mais velhas têm com frequência artrite que causa dor recorrente e intensa.

Ter em atenção que dores nas costas podem ser devidas a tuberculose da coluna , principalmente se a coluna dorsal tem uma elevação ou caroço.

Como distinguir a dor de costas grave com a que desaparece com o repouso e analgésicos?

Há 4 combinações possíveis de sintomas:

  1. Dor nas costas apenas
  2. Investigar:) Quando começo ? Como começou?

Grau de intensidade, por exemplo, impede de dormir à noite? Impede de trabalhar? Necessidade de medicamentos contra a dor?

  1. Dor nas costas e dor na perna
  2. i) Irradia para a nádega?
  3. ii) Irradia até abaixo do joelho?
  4. iii) É uma dor intensa ou em pontada?
  1. Dor nas costas com formigueiro e fraqueza na perna
  2. Dor nas costas com dificuldade de urinar ou defecar.

Cada conjunto de sintomas mostra um tipo de dor nas costas de gravidade crescente.

Exame físico

O exame físico não fornece grande ajuda, a não ser que existam sinais evidentes.

Observação:

Observar a forma geral da coluna. É normal haver uma curva na região superior da coluna.

Na região inferior da coluna (lombar) observa-se o oposto, a barriga da curva está para dentro. Tudo que altere esta forma normal significa a existência duma doença.

Exemplo: um doente tem uma saliência que sobressai nitidamente da coluna. É provavelmente tuberculose da coluna.

Movimentos

Colocar o doente de pé, de costas para si, e pedir-lhe para se dobrar para baixo devagar e suavemente com os braços esticados e soltos na frente dele. Quase toda a gente consegue fazer isto sem dificuldade e as pontas dos dedos podem chegar ao nível dos joelhos ou mais abaixo. Os jovens, por vezes, conseguem tocar nos pés. Uma pessoa com dor de costas dificilmente se dobra mais que uns poucos centímetros.

Compressão nervosa

Deitar o doente e levantar-lhe a perna estendida. Verificar até onde consegue chegar sem causar dor. As pessoas normais permitem que as suas pernas sejam elevadas pelo menos 70 graus. Se isto não acontece, signififi ca que há compressão nervosa.

Fraqueza

  • Depois, deve-se fazer as seguintes manobras para verificar a força muscular dos membros, comparando sempre os dois lados:
  • Empurrar e puxar os pés do doente contra a sua mão.
  • Deitar o doente e pedir-lhe para levantar uma perna e depois a outra. Sensibilidade
  • Examinar o doente para falta de sensibilidade

Tratamento e decisão sobre quando transferir para uma unidade sanitária com mais recursos:

Existem muitos doentes com dor nas costas e não podem ser todos transferidos.

Um grande número de doentes com dor nas costas apenas, melhorará com AAS ou paracetamol. Devem continuar com as suas actividades habituais. Às vezes o repouso ajuda a melhorar.

Se o doente tem dor nas costas e nas pernas, deve ser observado com mais frequência mas o tratamento é também AAS ou paracetamol.

Os doentes com dor nas costas, nas pernas, fraqueza e perda de sensibilidade têm um problema grave e devem ser transferidos para uma unidade sanitária com mais recursos.

Os doentes com todas as queixas acima e que não conseguem urinar e  estão com obstipação há 3 dias ou mais devem ser transferidos urgentemente para uma unidade sanitária com mais recursos.

Os doentes que têm a forma de coluna alterada devem ser transferidos para uma unidade sanitária com mais recursos.

Leave a Response