Segunda-feira, Janeiro 30, 2023
Biologia

Desenvolvimento para Reprodução Humana :Gametogénese e Ovogénese

257views

Conceitos básicos

Gametogénese é o processo de forma de gâmetas a partir das células germinativas. Recebem nomes distintos de acordo com o género( masculino ou feminino), isto é, a gametogénese masculina recebe o nome de espermatogénese e a gametogénese feminina recebe o nome de ovulogenese, ovogénese ou ainda oogénese

Aliando-se as ideias do autor acima citado, ovogénese é processo de formação de gametas femininos a partir das células germinativas.

Gametogénese

Nos animais, os gametas formam-se a partir de células especializadas, chamadas células germinativas, predeterminadas a essa função desde as fases iniciais do desenvolvimento embrionário. Nos machos essas células podemos encontrar nos testículos e recebem o nome de espermatogónios, e nas fêmeas podemos encontrar no ovário e recebem o nome de ovogónias.

De salientar que as espermatogónios assim como as ovogónias são células diplóides e multiplicam-se por mitose. A multiplicação das espermatogónios nos mamíferos ocorre praticamente ao longo da vida toda, embora seja mais tensa depois da maturidade sexual e reduz na velhice ao passo que as ovogónias tem o seu período de multiplicação restringido a vida intra-uterina ou a juventude.

Formação de gâmetas nos nematodos

Na maioria dos nematodos, a gametogénese ocorre a medida que as células gonidiais se movem no tubo em direcção ao gonosporo.

As gónadas são tubulares e podem ser pareadas ou únicas. Quando  uma é anterior e a outra posterior. Em espécies de vida livre que produzem um pequeno numero de gametas, cada gónada tipicamente se dobra por trás de si mesma para formar uma estrutura simples em forma de C. em espécies parasitas, que produzem vasto numero de gametas, as gónadas são bem longas e formam uma espiral nelas mesmas. Em geral, a região superior de uma gónada é uma zona germinativa onde as células gónidiais são produzidas por mitose. O resto do tubo é especializado para varias funções, inclusive as divisões meoticas (gametogénese), que convertem gonias em gametas.

Processo da Ovogénese

Nas fêmeas animais, ainda em fazes jovens da vida, os ovogónias deixam de se multiplicar e crescem devido ao acumulo de vitelo, transformando-se em ovócitos primários (ovócito I). estes iniciam a divisão I da miose, originando duas células de tamanho bastante desigual onde uma delas o ovócito secundário (ovócito II), fica praticamente com todo o citoplasma e vitelo. A outra célula, quase sem citoplasma, reduz-se a um pequeno glóbulo aderido s um dos polos do ovócito secundário, sendo por isso denominada glóbulo polar I ou primeiro corpúsculo polar. Embora algumas vezes continue a miose, o glóbulo polar não desempenha nenhum papel na reprodução, e logo degenera.

O ovócito secundário inicia imediatamente a segunda divisão da meiose, que novamente resultara em duas células filhas de tamanhos desiguais. A célula maior, com praticamente todo o citoplasma e vitelo, é denominada óvulo. A célula pequena, praticamente sem citoplasma, é o segundo corpúsculo polar ou glóbulo polar II. Os mamíferos, a meiose feminina estaciona em metáfase II e só continua se houver penetração de um espermatozóide no citoplasma ovular.

Comparação das gâmetas

O ovócito é uma célula grande comparada ao espermatozóide e é imóvel, enquanto o  microscópio espermatozóide é altamente móvel. O ovócito maduro possui também um abundante citoplasma, enquanto o espermatozóide tem pouco. Com relação a constituição dos cromossomas sexuais, existem dois tipos de espermatozóide normais, e existe apenas um tipo de ovócito secundário normal.

Gametogénese anormal

Durante a gametogénese, algumas vezes os cromossomas homólogos não se separam, o que é denominado não-disjunção e como resultado, algumas gametas tem 24 cromossomas e outras apenas 22. Se uma gameta com 24 cromossomas se unir a um gameta normal com 23 cromossomas, será formado um zigoto com 47 cromossomas, como ocorre nas crianças com síndrome de down. Essa condição é chamada de trissomia devido a presença de três representantes de um cromossoma particular, em vez dos dois usuais. Se um gameta com apenas 22 cromossomas se unir a um normal, formar-se-á um zigoto com 45 cromossomas. Essa condição é conhecida como monossomia porque estará presente apenas um representante de um cromossoma particular. Em uma ejaculação, até 10% dos espermatozóides são grosseiramente anaormais isto é com duas cabeças, mas acredita-se que, em geral, esses espermatozóides anormais não fertilizem ovócitos.

 
 
 
 
 

Leave a Response