Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
Biologia

Conceitos básicos de ecologia:predatismo,parasitismo,mutualismo,facilitação e competição

87views

Alguns conceitos básicos de ecologia

Para a melhor compreensão dos níveis de organização dos mais simples até os mais elevados que constituem o campo de estudo da ecologia, vamos começar por rever os seguintes conceitos básicos.

Espécie – Segundo Cant Von Linneé, ou Linen ( séc. XVIII- 1707-1778),espécie: é um conjunto de seres vivos em que os indivíduos tinham grandes semelhanças morfológicas padronizadas, comuns e típicos de cada conjunto.

Hoje em dia: Espécies são grupos de populações naturais potencialmente capazes de se cruzarem e que estão repodutivamente isolados de outros grupos semelhantes.

2 População – Chama-se população ao conjunto de indivíduos da mesma espécie, vivendo numa determinada área e que interactuam e se cruzam livremente, por exemplo, a população de crocodilos do rio Zambeze.

Comunidade – Uma comunidade é o conjunto formado pelas populações diferentes numa determinada área, por ex: As diferentes espécies que representam diferentes populações duma comunidade interagem em conjunto de tal modo que essa comunidade permanece relativamente estável.

Uma comunidade estável é aquela em que as flutuações dos números dos indivíduos são relativamente pequenas. Em geral, a estabilidade de uma comunidade depende do número de espécies diferentes nela existentes, sendo maior, quanto maior for o número dessas  espécies.

Ao conjunto das relações entre seres vivos chamamos factores bióticos que podem ser intra e interespecíficas.

Todas estas relações podem ser classificadas da seguinte forma:

  1. predatismo
  2. parasitismo
  3. mutualismo
  4. facilitação
  5. competição

1.Predatismo

Predatismo ou predação é uma relação desarmónica em que um ser vivo, o predador captura e mata um outro ser vivo, a presa, com o fim de se alimentar com a carne dele.

Geralmente é uma relação interespecífica ou seja, uma relação que ocorre entre espécies diferentes.

Os carnívoros são exemplos de animais predadores, o leão, o lobo, o tigre e a onça são predadores que caçam, matam e comem zebras, coelhos e outros animais.

Nas águas são comuns os peixes predadores que vivem caçando e matando outros peixes a fim de se alimentarem;

Aves predadoras, que matam e comem outros animais, como as corujas, águias e gaviões que atacam aves menores, ou seus ovos, ou outros animais mais pequenos, como ratos e lagartos;

Répteis predadores como crocodilos, jacarés e as lagartixas domésticas, que devoram diversos tipos de presas;

A maioria dos aracnídeos são predadores, como as aranhas, escorpiões atacam e devoram moscas, baratas e insectos em geral, ou até pequenas aves e mamíferos.

Até mesmo no mundo dos micróbios o predatismo é evidente, existindo muitos protozoários maiores que são predadores de protozoários menores.

Raros são os casos em que o predador é uma planta. As plantas carnívoras, no entanto, são exemplos excelentes, pois aprisionam, matam e digerem principalmente insectos afins de absorver os minerais contidos na carne deles.

O predatismo pode-se representar da seguinte forma:

A+ – B

Explicação: um organismo A tem sempre uma influência negativa sobre o outro B. Ex: o leão ao alimentar-se, diminui a quantidade de zebras e organismo B tem uma influência positiva sobre o organismo A porque quanto mais zebras a quantidade de leões aumenta.

2.Parasitismo.

Parasitismo é uma relação desarmónica entre seres de espécies diferentes, em que um deles é o parasita que vive dentro ou sobre o corpo do outro que é designado hospedeiro, do qual retira alimentos.

Os parasitas geralmente não têm intenções de causar a morte dos hospedeiros embora estejam causando prejuízos, por vezes a população do parasita cresce exageradamente em determinados hospedeiros de forma que a superpopulação desses parasitas acaba provocando a morte desses hospedeiros devido ao excesso de prejuízos devido a quantidade anormal de parasitas, parasitando um só organismo hospedeiro, facto este designado hiperinfestação de parasitas.

Quanto à localização no corpo do hospedeiro, os parasitas podem ser classificados em:

Ectoparasitas “ecto” significa (sobre)

Endoparasitas “endo” significa (interno)

Parasitas intracelulares (“intra” significa dentro), dentro das células: exemplo vírus.

Ectoparasitas são parasitas que vivem no exterior do corpo dos hospedeiros como os carrapatos, piolhos, pulgas, mosquitos e outros.

3.Mutualismo

Alguns exemplos do mutualismo ou simbiose:

– um fungo e uma alga têm uma cooperação mútua num líquene

– as azoto-bactérias têm cooperação com as leguminosas, como na planta do amendoim e do feijoeiro

O Mutualismo pode-se representar na seguinte forma :

A+ +B

Explicação: os dois organismos têm uma influência positiva e mútua, a sobrevivência de um depende do outro.

4.Facilitação

Alguns exemplos da facilitação:

  • os leões apanham e devoram uma girafa e os chacais aproveitam os restos ( comensalismo);
  • o boi cavalo come capim grande e rijo, após o qual as ervas podem crescer melhor e as impalas podem então aproveitar as tenras.

A facilitação pode-se representar da seguinte forma:

A0 + B

Explicação: Só um dos organismos B tem vantagens nesta relação, o organismo A não sofre nem aproveita. As garças-do-gado, por exemplo, são estimuladas pele presença do gado, mas este não tem (ou tem pouca) vantagem das garças.

5.Competição

  • Existem duas modalidades de competição:

o Competição interespecífica

o Competição intra-específica

A competição interespecífica é uma relação de competição entre indivíduos de espécies diferentes, que concorrem pelos mesmos factores do ambiente, existentes em quantidades limitadas.

  • Alguns exemplos:

– Corujas, cobras e gaviões são predadores que competem entre si pelas mesmas espécies de presas, principalmente por pequenos roedores (ratos, coelhos etc.) que são as presas preferidas destes diferentes predadores, portanto é uma competição por alimento.

– Árvores de diferentes espécies crescendo umas muito próximas das outras competem entre si pelo espaço para as copas das árvores se desenvolverem e assim obterem mais luz solar para realizarem a fotossíntese, portanto é uma competição por luz solar.

– Durante os períodos de estiagem ou seca prolongada fica sem chover durante meses fazendo com que a oferta de água potável se reduza drasticamente no ambiente e fazendo com que animais de diversas espécies diferentes sejam obrigados a competir pela água que ainda resta em pequenas poças de água, portanto uma competição por água potável.

A competição intra-específica é uma relação de competição entre indivíduos da mesma espécie, que concorrem pelos mesmos factores do ambiente, que existem em quantidade limitada. Machos de uma mesma espécie precisam competir entre si pelas fêmeas dessa mesma espécie, fenómeno esse chamado “selecção sexual”. Na verdade existe muito exibicionismo evidente nos comportamentos relacionados à competição que ocorre durante a selecção sexual nas populações das espécies em geral.

Machos de uma mesma espécie precisam competir entre si pelas fêmeas dessa mesma espécie, fenómeno esse chamado “selecção sexual”. Na verdade existe muito exibicionismo evidente nos comportamentos relacionados à competição que ocorre durante a selecção sexual nas populações das espécies em geral.

Alguns exemplos:

O leão por exemplo tem que competir com os outros leões do bando porque os leões praticam a poligamia patriarcal e é necessário competir, lutar para ganhar ou perder, a tentativa de se acasalar com todas aquelas fêmeas do bando. Para ser o “macho alfa” do bando o leão terá que ser o mais corajoso dentre todos os leões daquele território porque terá que enfrentar todos os outros machos que também pretendem essas mesmas leoas e apenas um leão é eleito pelas fêmeas o “macho alfa” que terá o direito de cobrir todas as leoas do bando enquanto que os perdedores não se reproduzem.

Além de ter que ganhar a luta com todos os outros leões do bando, o “macho alfa” campeão nessas lutas tem também que exibir seu urro forte para impressionar as leoas, exibir sua juba linda, suas garras afiadas, exibir vigor físico e autoridade superior, tudo isso para poder ser eleito e aceito pelas leoas que também têm lá seus critérios de avaliação pois são elas que elegem quem será o novo “macho alfa” que terá o direito de se acasalar com todas elas.

A competição pode-se representar da seguinte forma:

A- – B

Explicação: As influências na competição são negativas para os organismos, neste caso, a influência é negativa tanto para o organismo A, assim como para o organismo B.

Habitat – É um termo ecológico que significa o lugar ou ambiente onde um determinado organismo habita, existe ou vive ( na terra e na água).

Leave a Response