Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
Geografia

Conceito e Tipos de Chuva

125views

Chuva é um tipo de precipitação que ocorre na forma líquida e em temperaturas superiores a 0ºC. As chuvas podem ser caracterizadas a partir de critérios como intensidade, acidez ou origem (esta é a forma mais comum de classificação). De acordo com a origem, as chuvas podem ser orográficas, frontais e convectivas.

Tipos de chuva
1. Chuva frontal
As chuvas frontais ocorrem quando uma massa de ar quente e úmido encontra-se com uma massa de ar frio e seco. A massa de ar frio, por ser mais densa, eleva a massa de ar quente a pontos mais altos da atmosfera, ocorrendo então o processo de condensação (passa do estado gasoso para o estado líquido), que resulta em precipitação na forma líquida (chuva). Esse tipo de chuva é caracterizado por ser contínuo e ter baixa intensidade.

2. Chuva orográfica ou chuva de relevo
Também conhecida como chuva de relevo, acontece quando as nuvens encontram obstáculos, como serras e montanhas. Uma massa de ar úmido vinda do oceano, ao encontrar uma elevação de terra, é forçada a subir grandes altitudes. Ao elevar-se, a nuvem resfria-se e ocorre o processo de condensação seguido de precipitação. As chuvas orográficas geralmente possuem maior duração e baixa intensidade.

. Chuvas convectivas ou chuvas de verão
As chuvas convectivas são frequentes em regiões de clima tropical, ou seja, são típicas de regiões com altas temperaturas. Conhecidas também como chuvas de verão, ocorrem em razão da diferença de temperatura nas camadas próximas à atmosfera terrestre. É uma chuva de abrangência local (áreas pequenas) e ocorre quando há a movimentação do ar, isto é, o ar frio desce, por ser mais denso, e o ar quente eleva-se, por ser mais leve. Ao subir, o ar quente carrega toda a umidade, inicia-se o processo de condensação e, depois, ocorre a precipitação. São geralmente chuvas de pouca duração, contudo possuem alta intensidade.

Chuva ácida
Toda chuva apresenta um certo de grau de acidez. O pH normal da chuva (pH é uma escala que indica a acidez ou a basicidade de uma solução) geralmente está em torno de 5,6. Quando ele está abaixo de 4,5, há uma acidez anormal, configurando a chuva ácida. Nesse tipo de chuva, é possível encontrar ácido sulfúrico e ácido nítrico.

A chuva ácida é considerada um problema atmosférico e ocorre por causa das ações humanas. A queima de combustíveis fósseis, por exemplo, lança na atmosfera óxidos de enxofre e nitrogênio, que acabam reagindo com o vapor d’água e originando esse problema. As principais consequências da chuva ácida são danos às plantações, contaminação de lençóis freáticos e ameaças à saúde dos seres vivos, desencadeando problemas respiratórios. O termo chuva ácida ficou conhecido por intermédio do químico e climatologista Robert Angus Smith, que descreveu uma chuva ácida que atingiu a cidade de Manchester, na Inglaterra.

Como ocorre a precipitação?
Para que haja chuva, é necessário que a água condense-se, isto é, passe do estado gasoso para o estado líquido. As nuvens são constituídas por vapor d’água ou cristais de gelo. Quando uma nuvem constituída por vapor d’água entra em contato com baixas temperaturas (mas acima de 0ºC), há o aumento da condensação (água retorna ao seu estado líquido), o que causa a precipitação das nuvens na forma líquida em direção à superfície.

Leave a Response