Quarta-feira, Setembro 28, 2022
Saúde

Como Fazer a Higiene íntima no Pós-Parto

248views

A higiene da região íntima no pós-parto faz parte dos cuidados básicos e necessários deste período, principalmente quando o períneo enfrentou algum grau de laceração para que o bebê viesse ao mundo. No entanto, não há segredo para essa limpeza seja feita corretamente.

Quem explica melhor o assunto é a Dra. Karen De Pauw, ginecologista e obstetra, especialista em reprodução humana. “A assepsia deve ser feita com água e sabonete (de preferência neutro). Além disso, tem que manter a região sempre seca com um paninho e colocar algo que seja absorvente”, detalha a médica.

No momento de enxugar o local, recomenda-se que a puérpera dê preferência para panos semelhantes aos das fraldinhas de bebê. Já o modo de secar deve ser com batidinhas suaves na região em vez de esfregá-la. Dessa forma, o processo é menos doloroso para a mãe.

O uso de medicamentos tanto orais quanto locais deve ser conversado e recomendado pelo especialista que está acompanhando a mãe após o parto.

Leia mais: https://leiaeaprenda.com/pos-parto-tudo-o-que-voce-pode-e-nao-pode-fazer-apos-dar-a-luz

Qual absorvente escolher para higiene íntima no pós-parto?

Ao mesmo tempo que a puérpera enfrenta os percalços da cicatrização da sua região íntima, ela também vive a fase da loquiação, que é um período de perda de sangramento, via vaginal. Ele é “constituído de secreções resultantes da produção de elementos celulares escamados e sangue da ferida placentária, do colo uterino e da vagina”, de acordo com o programa “Alô Mãe”, da prefeitura de São Paulo.

Segundo Karen, este sangramento vai diminuindo vagarosamente, indo de uma textura de sangue mais vivo até ficar mais translúcido, como se fosse água de carne. “Em partos cesárea, o lóquio demora de 15 a 20 dias. No parto normal, até 45 dias (a chamada quarentena)”, detalha a médica.

Nesse período, o tipo de absorvente varia conforme o conforto da puérpera. Pode-se usar desde protetor de calcinha, absorventes comuns, noturnos e até mesmo fraldas.

Para saber a hora de trocá-lo, Karen orienta a prestar atenção se o absorvente está atrapalhando. “Quando ele fica muito molhado, começa a ficar mais endurecido e começa a incomodar a paciente”, detalha a especialista. Portanto, neste momento, deve-se substituí-lo por um limpo.

Para fazer essa mudança, a médica recomenda usar uma fraldinha molhada para higienizar a região e retirar os excessos de sangue que ficam na pele. Pode-se usar também o chuveirinho para fazer a limpeza. Inclusive, nesta etapa, não é preciso fazer uso de sabonete. Por fim, deve-se secar a região e colocar um novo absorvente.

Leave a Response