Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
Biblioteconomia e Documentação

Caracteristicas e Funções da Biblioteca Comunitária

115views

 Caracteristicas o da Biblioteca Comunitária

A biblioteca comunitária surge como um poder subversivo de um coletivo, uma forma de resistência contra-hegemônica, de quase enfrentamento social, numa nova realidade, que escapa das medidas e das categorias descritivas existentes, passando praticamente despercebida pela academia. De forma empírica e criativa, elas trabalham no empoderamento da comunidade, criando mecanismos para colaborar no desenvolvimento social, potencializando os talentos dos indivíduos e das comunidades, constituindo-se em espaços públicos voltados à emancipação, onde a prática cidadã pode aflorar de forma inovadora, criativa e propositiva. (MACHADO, 2008, p. 51 )

Uma  biblioteca comunitária deve se preocupar com a qualidade informacional de material, serviços e atividades oferecidas para seu público usuário, que suprirão suas necessidades específicas.

A  biblioteca comunitária deve ser concebida  enquanto instrumento de: resgate da cultural popular; formação político cidadã; fortalecimento da comunidade na qual ela está inserida; valorização do indivíduo enquanto ser transformador da sociedade; concessão do direito fundamental à leitura e ao acesso à informação.

As bibliotecas comunitárias são organizadas a partir de grupos comunitários da sociedade civil, geralmente em comunidades periféricas, com o objetivo de promover acesso à educação, informações e lazer, bem como o exercício de cidadania e o combate à exclusão social. Este tipo de iniciativa é essencial para a melhoria da qualidade de vida de pessoas que estão à margem da sociedade.

A biblioteca comunitária desenvolve, portanto, as mesmas atividades de uma biblioteca pública, diferenciando-se desta pelo simples fato de uma ser mantida pelo governo e a outra pela comunidade a qual pertence.
Por não haver nenhum incentivo financeiro por parte do governo que apóie a biblioteca comunitária é que sua manutenção se torna difícil. Recursos financeiros são obtidos a partir de doações, eventos realizados pela própria comunidade e por projetos aprovados, principalmente porque a demanda de
atividades realizadas pela biblioteca é muito grande. Além disso, se sabe que toda organização não governamental trabalha com o voluntariado e as atividades de uma biblioteca necessitam de sistematização para que obtenham eficácia, o que significa que o ideal é haver a presença contínua de um
bibliotecário que acompanhe o desenvolvimento da biblioteca e isso requer
recursos.

Função da biblioteca 

A biblioteca comunitária desenvolve, portanto, as mesmas atividades de uma biblioteca pública, diferenciando-se desta pelo simples fato de uma ser mantida pelo governo e a outra pela comunidade a qual pertence.

A função da biblioteca comunitária não é melhor desempenhada, portanto, devido a falta de profissionais qualificados para organizar seus acervos e disseminar com competência as informações nela contidas, 
embora, essa seja uma realidade não apenas das bibliotecas comunitárias, mas também das escolares e públicas.
Porém, a biblioteca comunitária é ainda uma das melhores opções de fonte de informação para comunidades carentes, que não têm acesso a informações de qualidade gratuitas. Além disso, como a biblioteca comunitária não se restringe a materiais informacionais bibliográficos, exerce importante
valor social por possibilitar a inclusão digital e promover ações culturais.

Função Educacional – direcionada para a educação informal e continuada.

Função Cultural  se entende como estudo e conhecimento, mas deve também se considerar o acesso às artes, literatura, teatro, cinema, outras maneiras de expressão cultural e claro, o acesso à memória e cultura local.

Função de Lazer  é resumida em leitura e empréstimo do acervo, quando também se pode incluir jogos, atrações culturais, atividades lúdicas, mediação de leitura entre outros.

Função Informacional  mais voltada na questão da informação com fins de cidadania ou utilitária, que seja relevante no cotidiano das pessoas. Almeida Júnior(2013)

Leave a Response