Segunda-feira, Janeiro 30, 2023
Saúde

Alimentação para ajudar na Recuperação de Doentes

150views

Líquidos

Em quase todas as doenças, a pessoa doente deve tomar muitos líquidos, como por exemplo: água, chá, sumos, caldos, etc. Se ela só consegue beber um pouco de cada vez, deve dar-se pequenas quantidades várias vezes. Se ela não consegue engolir, dar um pequeno gole de 5 em 5, ou de 10 em 10 minutos. Se a pessoa está muito doente, deve medir-se a quantidade de líquido que a pessoa bebe cada dia. Um adulto precisa de beber pelo menos 2 litros por dia, e deve urinar pelo menos 3 ou 4 vezes por dia. Se o doente não está a beber e a urinar o suficiente, ou se começa a ter sinais de desidratação, deve fazer-se com que beba mais.

Tratar como recomendado para a desidratação.

A diarreia e os vómitos causam perda de líquidos e sais minerais. A transpiração também causa perda de grandes quantidades de água. Esta água perdida deve ser reposta e recomenda-se a ingestão de cerca de 8 copos de líquido por dia, no adulto. A criança também deve beber muita água. A quantidade deve ser maior quando a pessoa tem diarreia ou vómitos. É aconselhável que, sempre que possível, a água, principalmente a do rio, dos poços e furos, seja fervida e arrefecida antes de se a consumir.

Boa alimentação

  • Dar de comer e beber o máximo que o doente puder. É preciso ter paciência.
  • Uma criança ou adulto doente, muitas vezes não quer comer muito. Portanto, dar alguma coisa para comer muitas vezes por dia.
  • A pessoa doente deve ter uma alimentação equilibrada .
  • Se o doente está muito fraco, dar estes mesmos alimentos amassados ou bem passados, em forma de sopas ou papas, mais frequentemente durante o dia (4 a 5 vezes).
  • Podem encontrar-se boas receitas para papas enriquecidas .
  • Algumas bebidas e comidas não fornecem nutrientes e por isso, é melhor evitá-las. É o caso dos refrescos, rebuçados e gelinhos.

Leia também: Doenças causadas por uma má alimentação

Como regra geral:

Os alimentos que são bons para nós quando estamos saudáveis são também bons quando estamos doentes.

As coisas que nos fazem mal quando estamos saudáveis fazem pior quando estamos doentes.

Quando se está melhor, deve-se comer mais para recuperar o peso.

As pessoas doentes muitas vezes não têm apetite. Por isso, deve-se tentar melhorar o sabor da comida. Mas deve-se ter cuidado com o que se usa, porque pode provocar náusea ou dor do estômago.

Melhorar o sabor da comida

  • Melhorar o sabor dos alimentos com ervas e condimentos. Juntar cebola e alho aos guisados e sopas, para dar sabor.
  • Tomar a refeição acompanhada de pequenos goles de líquidos.
  • Mastigar bem os alimentos e movimentá-los dentro da boca.
  • Beber água misturada com uma pequena quantidade de sumo de limão, antes das refeições, estimula o apetite.

Abaixo se descrevem alguns conselhos a dar aos doentes que têm problemas em alimentar-se:

  • Perda de apetite
  • Tentar não comer sozinho.
  • Comer sempre que tiver vontade.
  • Comer pequenas porções de alimentos leves, dos que mais gosta.
  • Fazer lanches nutritivos sempre que possível.
  • Escolher alimentos energéticos e construtores .
  • Tomar bebidas ricas em energia e proteínas, como o leite e o maheu.
  • Evitar comidas com cheiro forte.
  • Fazer exercício físico. Tentar fazer caminhadas diárias, antes das refeições.

Perda de peso

Tentar fazer pequenos lanches fora do horário normal das refeições, mesmo que isso signifique comer 4 ou 5 vezes por dia. Uma peça de fruta é um óptimo lanche.

Comer alimentos ricos em proteínas  para fortalecer os músculos.

Adicionar gordura aos alimentos, se for tolerada. A gordura torna a comida mais apetitosa e fornece mais energia.

Veja sobre: Prevenção de infecções nas unidades sanitárias: Conheça os riscos de transmissão de infecções, Saiba como reduzir os riscos nos serviços de saúde

Náuseas e vómitos

  • Esperar até ficar um pouco melhor antes de fazer uma refeição, mas não deixar de se alimentar.
  • Fazer refeições leves ao longo do dia.
  • Tomar líquidos entre as refeições.
  • Beber bebidas frias aos poucos. Os sumos puros de fruta (caseiros) são melhor tolerados.
  • Comer alguns alimentos frios.
  • Cozer os alimentos em água e sal.
  • Comer alimentos secos tais como bolachas de água e sal, pão torrado, bananas.
  • Evitar alimentos muito temperados ou condimentados.
  • Evitar frutos ácidos, tais como laranjas e outros citrinos, ananás.
  • Evitar cafeína (café e chá) e álcool.
  • Escolher alimentos que não sejam muito gordos ou muito doces.
  • Evitar preparar a comida quando estiver com náuseas.
  • Não se deitar logo após ter comido. Se tiver de se deitar, recostar-se sobre almofadas.

Fadiga, letargia

  • Aceitar a ajuda de familiares e amigos na preparação da comida.
  • Comer alimentos que sejam fáceis de comer e não precisem de preparação, por exemplo, banana, abacate, amendoim e castanha de caju, fruta fresca.
  • Se precisar de ficar na cama, manter os alimentos à mão.
  • Lembrar que a fadiga pode ser o resultado de anemia .

Leia também sobre: Doenças causadas por uma má alimentação

Fonte: Fonte: David Werner, Carol Thuman, Jane Maxwell. Onde Não há Medico. Londres, 2009

Leia as nossas temáticas em : Leia e aprenda .com

Leave a Response